Conhecimento em curso

Os nossos projetos

Temos projetos que cobrem uma grande variedade de tópicos sobre economia da educação relativos a vários níveis de ensino.

Projetos em curso

Este projeto teve como principal objetivo criar uma base de dados de utilização fácil e direta por investigadores na Nova SBE que pretendam realizar trabalhos empíricos na área da educação. O projeto detalha os vários procedimentos postos em prática na reorganização, harmonização e junção de várias bases de dados disponibilizadas para fins de investigação pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência com informação anonimizada sobre alunos, professores, turmas e escolas públicas e privadas em Portugal Continental. A base de dados abrange a educação pré-escolar e os ensinos básico e secundário para os anos letivos de 2006/07 a 2017/18.

Coordenador: Luís Catela Nunes

Equipa: Luís Catela Nunes, João Firmino, Gonçalo Lima, Pedro Freitas

Duração: 2019-2022

Parceiro: Social Sciences DataLab http://datalab.novasbe.pt/

Financiamento: FCT https://www.fct.pt/ & Social Sciences DataLab http://datalab.novasbe.pt/

Produtos Finais: Apresentação

Os sistemas educacionais podem quebrar o ciclo de pobreza permitindo que crianças de meios desfavorecidos subam na distribuição de rendimentos, reduzindo a correlação intergeracional dos rendimentos e diminuindo a desigualdade. Os métodos de avaliação afetam o processo de aprendizagem e a progressão académica dos alunos tendo, por isso, um papel importante neste processo. Seguindo uma abordagem de diferença-nas-diferenças, mostramos que um maior peso dos exames nacionais no acesso ao ensino superior aumenta a proporção de rapazes que entra na universidade. Igualmente, queremos estudar se o sistema de avaliação que seleciona os alunos no ensino superior, nomeadamente o peso dos exames nacionais nas notas de acesso, favorece alunos com melhores ou piores condições socioeconómicas. Uma das questões mais debatidas neste contexto é a introdução de exames nacionais. Analisamos uma reforma que introduziu, durante um curto período de 4 anos, exames nacionais no 6ºano, estudando de que forma a introdução destes exames nacionais afetou as notas internas atribuídas pelos professores e como é que esta política teve impacto na aprendizagem do aluno e na probabilidade de ficar retido.

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Equipa: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes, Pedro Freitas, Catarina Angelo, Gonçalo Lima

Duração: 2022-2024

Financiamento: Fundação para a Ciência e Tecnologia https://www.fct.pt/index.phtml.en

O número de estudantes oriundos de contextos socioeconómicos desfavorecidos que completam o ensino superior em Portugal é muito insuficiente. Uma possível razão para os baixos níveis de ensino superior em Portugal é a falta de aspirações educacionais dos alunos de contextos socioeconómicos mais desfavorecidos, pois estes alunos têm contato limitado com licenciados no seu quotidiano.

Este projeto propõe-se testar de forma experimental a hipótese de que uma intervenção tão simples como uma visita de um dia a um campus universitário pode aumentar as aspirações educacionais e a performance académica dos alunos mais desfavorecidos. Este tipo de visitas é comum a nível internacional, mas não foi ainda objeto de investigação no contexto do processo de decisão educacional. Se os resultados deste projeto demonstrarem que este tipo de visitas aumenta as aspirações educacionais e performance académica, teremos obtido evidência de que uma intervenção de baixo-custo e fácil de replicar em larga escala pode contribuir para reduzir o problema da desigualdade educacional em Portugal e potencialmente noutros países que sofram de problemas similares – nomeadamente países com minorias imigrantes, étnicas e linguísticas significativas em contextos que prejudiquem as aspirações educacionais.

Coordenadoras: Ana Balcão Reis, Cátia Batista

Equipa: Ana Balcão Reis, Cátia Batista, Pedro Freitas, Wayne Sandholtz, José Tavares, Vitor Cavalcante

Duração: 2021-2022

Parceiro: NOVAFRICA Knowledge Center https://novafrica.org/?lang=pt-pt & Economics for Policy Knowledge Center https://www2.novasbe.unl.pt/pt/economics-for-policy/apresentacao

Financiamento: Fundação para a Ciência e Tecnologia https://www.fct.pt/

As instituições de ensino visam definir planos estratégicos e intervenções específicas que pretendem promover o sucesso e prevenir eventuais falhas. Isto requer informação necessária para identificar quais os alunos que precisam desse tipo de auxílio. Infelizmente, ao longo dos anos, o sistema educacional recorreu exclusivamente ao feedback dado pelos professores. Este mostrou-se ineficiente, uma vez que a identificação desses alunos foi realizada numa etapa tardia do processo de aprendizagem. Esta pesquisa visa contribuir com uma melhor compreensão dos fenómenos de sucesso e insucesso nas escolas de ensino primário numa perspetiva longitudinal. Neste projeto, pretende identificar-se os fatores que melhor explicam o fracasso escolar. Além deste fator também será proposta uma abordagem baseada em técnicas de Data Mining, que visam facilitar a identificação e a prioridade dos alunos mais propensos ao fracasso. Essa identificação é posteriormente seguida pela promoção de oportunidades para agir de modo intencional e prematuro nesses casos, elevando o sucesso e prevenindo o fracasso escolar. Os resultados finais visam identificar, de forma clara, os perfis de sucesso e fracasso não apenas validados empiricamente, mas também conceptualmente e criar um sistema de apoio à decisão de professores e diretores das escolas.

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Equipa: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes, Pedro Freitas, Miguel Nunes, David Costa, Gonçalo Lima

Duração: 2020-2023

Parceiro: Centre for Research in Higher Education Policies https://www.cipes.pt/

Financiamento: EDULOG https://www.edulog.pt/

Este projeto tem como objetivo monitorizar e medir os resultados da implementação dos ISA FJN. Pretende-se avaliar os ISA através de inquéritos aos candidatos beneficiários deste apoio. Será também realizado um exercício de benchmarking com programas similares a nível internacional.

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Equipa: Ana Balcão Reis, Pedro Freitas, Francisco Vale, Bernardo Marques Vedor

Duração: 2020-2022

Financiamento: Fundação José Neves https://joseneves.org/pt/

Este projeto tem como principal intuito implementar um método de randomized impact evaluation do projeto de mentoria que pretende promover a adaptação e o sucesso académico de estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) nas instituições de ensino superior portuguesas. O projeto informará as políticas públicas que pretendam promover a capacitação do capital humano e a integração eficaz de imigrantes – questões cada vez prementes, particularmente em contextos com população envelhecida.

Coordenadoras: Ana Balcão Reis, Cátia Batista

Equipa: Ana Balcão Reis, Cátia Batista, Gonçalo Lima, João Firmino, Márcia Serra, Pedro Freitas, Diogo Sá, Gonçalo Gameiro

Duração: 2020-2022

Parceiro: NOVAFRICA Knowledge Center https://novafrica.org/?lang=pt-pt

Financiamento: Fundo Asilo, Migração e Integração (FAMI), Ministério da Administração Interna https://www.sg.mai.gov.pt/fundoscomunitarios/qfp20142020/fami/Paginas/default.aspx

Produtos Finais: Brochura

Os desafios que a Educação atualmente enfrenta, em especial depois dos múltiplos confinamentos que aconteceram na sequência da pandemia de Covid-19, motivam um entendimento mais profundo sobre as diferenças entre os Professores do setor público e privado. Tal conhecimento tornar-se-ia essencial para o desenvolvimento de políticas que conseguiriam focar-se nos problemas identificados e no melhoramento do sistema de ensino português. Desta forma, este estudou compara diversas variáveis com o objetivo de analisar as principais diferenças entre os Professores do setor público e privado de 2006 a 2016, em Portugal. Em termos gerais, os resultados encontrados estão alinhados com a literatura, adicionando força aos dados coletados. Este estudo comparou o género, as idades, as qualificações, a taxa de rotatividade, estabilidade dos postos de trabalho, tipo de contrato, número de horas de trabalho e salários entre os Professores dos dois setores. É da maior importância conhecer estas estatísticas, de forma a implementar medidas estruturadas e eficientes na área da Educação.

Coordenadores: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes

Equipa (Centro de Economia da Educação): Pedro Freitas

Equipa (Nova Economics Club): Ana Marques, Daniel Silva, Henrique Santos, João Carvalho, Adriana Lopes, Tomás Duarte

Duração: 2020-2022

Parceiro: Nova Economics Club http://novaeconomicsclub.pt/

Produto Final: Relatório Final

As instituições de ensino visam definir planos estratégicos e intervenções específicas que pretendem promover o sucesso e prevenir eventuais falhas. Isto requer informação necessária para identificar quais os alunos que precisam desse tipo de auxílio. Infelizmente, ao longo dos anos, o sistema educacional recorreu exclusivamente ao feedback dado pelos professores. Este mostrou-se ineficiente, uma vez que a identificação desses alunos foi realizada numa etapa tardia do processo de aprendizagem. Esta pesquisa visa contribuir com uma melhor compreensão dos fenómenos de sucesso e insucesso nas escolas de ensino primário numa perspectiva longitudinal.

Neste projeto, pretende identificar-se os fatores que melhor explicam o fracasso escolar. Além deste factor também será proposta uma abordagem baseada em técnicas de Data Mining, que visam facilitar a identificação e a prioridade dos alunos mais propensos ao fracasso. Essa identificação é posteriormente seguida pela promoção de oportunidades para agir de modo intencional e prematuro nesses casos, elevando o sucesso e prevenindo o fracasso escolar. Os resultados finais visam identificar, de forma clara, os perfis de sucesso e fracasso não apenas validados empiricamente, mas também conceptualmente e criar um sistema de apoio à decisão de professores e diretores das escolas.

Coordenador: Ana Balcão Reis

Equipa: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes, Patrícia Xufre, António José Rodrigues (Faculdade de Ciências da Universidade Nova de Lisboa), Catarina Angelo

Duração: 2018-2021

Parceiro: Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior https://www.cipes.pt/?language=en

Financiamento: EDULOG https://www.edulog.pt/

Projetos concluídos

Em Portugal, a pandemia de Covid-19 levou ao encerramento temporário das escolas e a uma implementação generalizada do ensino à distância. O presente estudo utiliza dados recolhidos através de um inquérito feito a professores entre os meses de março de 2020 e janeiro de 2021, em três rondas de questionários. Mostra que a pandemia afetou de forma diferente escolas públicas e privadas e levou ao aumento das desigualdades na educação, dado que muitos alunos não tinham acesso a computador e à internet. A situação melhorou com o tempo, especialmente nas escolas privadas, onde os alunos são, na sua maioria, procedentes de famílias com rendimentos mais elevados. De forma geral, os professores foram capazes de diversificar os seus métodos de ensino e de avaliação. Contudo, os professores acreditavam que levaria bastante tempo para os alunos recuperarem as perdas de aprendizagem, sendo que os professores de escolas públicas eram os mais pessimistas. Quase metade dos professores de escolas públicas inquiridos acreditava que esta recuperação levaria dois períodos escolares ou mais, enquanto mais de um terço dos professores de escolas privadas fez esta mesma previsão. Estes dados foram recolhidos antes do segundo confinamento, iniciado em janeiro de 2021. As estimativas dos professores quanto ao tempo de recuperação provavelmente aumentaram desde então.

Coordenador: Luís Catela Nunes

Equipa: Luís Catela Nunes, Ana Balcão Reis, Pedro Freitas, Gonçalo Lima, Diogo Conceição

Duração: 2020 – 2021

Financiamento: Fundação “la Caixa” https://oobservatoriosocial.fundacaolacaixa.pt/pt/inicio

Produtos Finais (Artigo Publicado e Resultados Preliminares): Artigo Publicado, Resultados Preliminares - Abril 2020, Resultados Preliminares - Maio 2020, Resultados Preliminares - Setembro 2021

Este estudo fornece estimativas para a procura e oferta de docentes para as 850 escolas em Portugal Continental para diferentes disciplinas e anos de escolaridade. Este é o primeiro estudo que detalha a escassez de docentes em Portugal, prevendo que será necessário recrutar cerca de 34 mil docentes durante os próximos 10 anos. Esta necessidade de docentes deve-se primariamente à percentagem significativa de professores, cerca de 40%, que se reformarão durante este período.

Coordenador: Luís Catela Nunes

Equipa: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes, Pedro Freitas, Miguel Nunes, José Mesquita

Duração: março a novembro, 2021

Financiamento: Direção Geral de Estatísticas da Educação e da Ciência (DGEEC) https://www.dgeec.mec.pt/np4/home

Produto Final: Relatório Final

Este projeto propõe-se a: i) Identificar as escolas com maior percentagem de alunos de origem imigrante e as respetivas nacionalidades ii) Explicar a diferença dos resultados entre alunos de origem imigrante e alunos autóctones; iii) Identificar os fatores que contribuem para diferenças entre escolas neste fenómeno que possam ser considerados potenciais alvo de intervenção; iv) Identificar grupos de escolas com peso considerável destes alunos e diferentes configurações de resultados escolares; v) Aprofundar o conhecimento sobre os fatores de sucesso escolar entre os alunos com origem imigrante em determinadas escolas, focando em particular práticas organizacionais, curriculares e relações humanas vi) Identificar estratégias de promoção de sucesso escolar para alunos de origem imigrante em particular nas três dimensões mencionadas no ponto anterior, evidenciando também as más práticas; vii) Produzir recomendações para as escolas e as políticas educativas.

Coordenadores: Luís Catela Nunes, Sílvia de Almeida (CICS.NOVA)

Equipa: João Firmino, José Mesquita, Gonçalo Lima, Maria João Hortas (Institute of Geography and Spatial Planning of the University of Lisbon), Cristina Oliveira (Observatory for Migration the High Commission for Migration), César Morais (CICS.NOVA), Natália Barcelos (CICS.NOVA), Raquel Santana (CICS.NOVA), Miguel Feio (Community School Museums Project), Bárbara Bäckström (CICS.NOVA)

Duração: 2018 - 2020

Parceiros: CICS.NOVA, Institute of Geography and Spatial Planning of the University of Lisbon, Observatory for Migration the High Commission for Migration, Community School Museums Project

Financiamento: Associação EPIS - Empresários pela Inclusão Social https://www.epis.pt/homepage

Produto Final: Relatório Final

Este projeto tem como objetivo determinar o impacto que um professor pode ter no processo de aprendizagem dos alunos, dependendo da qualidade dos seus métodos de ensino. Para quantificar a qualidade do docente, esta pesquisa recorrerá ao valor adicionado de cada um, em particular à aprendizagem média dos seus alunos – algo que normalmente é calculado através da evolução das notas dos alunos em dois períodos adjacentes (antes e depois do aluno ser exposto aos métodos de ensino desse professor).

Para isso, a pesquisa conduzida requer o acesso a microdados administrativos de alunos e professores, disponíveis apenas nos EUA e em alguns países em vias de desenvolvimento. Foram também criadas novas bases de dados em Portugal que vinculam os professores a cada aluno em cada ano escolar e aos resultados do 4.ª, 6.ª, 9.ª e 12.ª ano de escolaridade. Estes permitiram, deste modo, a realização deste tipo de estudos em Portugal.

Coordenador: Luís Catela Nunes

Equipa: Luís Catela Nunes, Ana Balcão Reis, Carmo Seabra, Pedro Freitas, Rodrigo Ferreira, Pedro Carneiro (University College London)

Duração: 2017-2019

Parceiro: University College London https://www.ucl.ac.uk/

Financiamento: EDULOG https://www.edulog.pt/

Produto Final (Relatório Final): https://www.edulog.pt/storage/app/uploads/public/60d/5a3/31d/60d5a331d8bf4706882738.pdf

Este projeto estuda os determinantes da eficácia da escola. Para tal, será utilizado um conjunto de dados de um projeto anterior financiado pela FCT. Este estudo combina informações sobre as características dos alunos com os resultados individuais dos alunos nos exames nacionais, abrangendo toda a população estudantil portuguesa no ensino básico e secundário nos anos escolares de 2006-2007 a 2011-2012. Através de métodos microeconómicos, pretende determinar-se os fatores que afetam o desempenho escolar, para que, desta forma, seja possível melhorar o sistema educativo português. Alguns dos determinantes que serão analisados ​​incluem retenções e métodos de avaliação, organização da escola, composição da turma e características dos colegas.

Por último, uma vez que um dos resultados mais importantes tanto do ensino básico como do secundário é o acesso ao ensino superior e o seu sucesso serão também analisados ​​determinantes de desempenho académico de alunos de licenciatura e mestrado integrado em Portugal. Tendo isto em consideração, foram utilizados conjuntos de dados que combinam informações sobre as características individuais dos alunos com os seus resultados académicos tanto no final do ensino médio como no ensino superior. Isto permitirá identificar os relacionamentos e papéis específicos desempenhados pelas pontuações internas e os resultados dos exames nacionais.

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Equipa: Ana Balcão Reis, Luís Catela Nunes, Maria do Carmo Seabra

Duração: 2016-2019

Financiamento: Fundação para a Ciência e Tecnologia https://www.fct.pt/index.phtml.en

Produtos Finais: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0272775715001053

https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/0969594X.2015.1105784

https://scholar.google.com/citations?view_op=view_citation&hl=en&user=B4UFZbAAAAAJ&sortby=pubdate&citation_for_view=B4UFZbAAAAAJ:t7zJ5fGR-2UC

https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00036846.2020.1734183

O papel da retenção enquanto ferramenta educacional para superar o baixo desempenho é uma questão muito debatida, principalmente porque os resultados da literatura não são consensuais. O caso português é particularmente adequado para estudar esta questão uma vez que todos os alunos devem fazer exames nacionais uniformizados em anos de ensino específico. Além disso, o conjunto de dados disponíveis acompanha o desempenho dos alunos ao longo do tempo.

Consequentemente, foi possível medir o impacto da retenção de alunos no seu desempenho académico subsequente, uma vez que era viável controlar o nível de habilidade inicial de cada aluno no momento da retenção. Utilizou-se uma abordagem por igualdade de pontuação na qual os alunos do 4.º ano de escolaridade, retidos e aprovados, são correspondidos de acordo com as suas características socioeconómicas e as pontuações obtidas nos exames nacionais. Os resultados sugeriram que, em algumas situações, as retenções podem ter, em média, um impacto positivo nas realizações futuras. No entanto, nos casos em que impactos estatisticamente significativos são encontrados, as magnitudes estimadas são relativamente pequenas.

Coordenadores: Ana Balcão Reis, Carmo Seabra, Luís Catela Nunes

Equipa: Ana Balcão Reis, Carmo Seabra, Luís Catela Nunes

Duração: 2015-2016

Publicação: Nunes, L. C., Balcão Reis, A., and Seabra, C. 2018. “Is retention beneficial to low-achieving students? Evidence from Portugal”. Applied Economics, 1-12.

Trabalho Apresentado em: Third Lisbon Research Workshop on Economics, Statistics and Econometrics of Education, ISEG, Lisbon, Portugal, 23-24 January 2015; 22nd Congress of Portuguese Statistical Society, 7-10 October, 2015, Olhão, Portugal; 10th Annual Meeting of the Portuguese Economic Journal, Coimbra, Portugal, 1-3 July, 2016; 36th International Symposium on Forecasting, ISF2016, Santander, Spain, 19-22 June 2016; Conference “Mês da Educação 2016”, Fundação Francisco Manuel dos Santos, Lisbon, Portugal, 26 October 2016; and Fórum Estatístico, DGEEC, 8 March 2017.

Financiamento: Fundação Francisco Manuel dos Santos https://www.ffms.pt/en

Produtos Finais (Artigo Científico e Livro): https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00036846.2018.1444261

https://www.ffms.pt/publicacoes/detalhe/1751/sera-a-repeticao-de-ano-benefica-para-os-alunos

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Duração: 2012 - 2015

Financiamento: FCT- Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sob a bolsa FCT-Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sob a bolsa PTDC/EGE-ECO/122754/2010

Coordenador: Tiago Neves Sequeira

Financiamento: FCT- Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sob a bolsa PTDC/EGE-ECO/112499/2009

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Duração: 2005 – 2009

Financiamento: FCT-Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sob a bolsa POCTI/EGE/60485

Parceiros

Financiamento